terça-feira, 27 de setembro de 2011

SINDISAÚDE-RS e FEESSERS analisam proposta do governo para os filantrópicos



Reunidos na manhã do dia 23 de setembro, o SINDISAÚDE-RS, a FEESSERS e representantes da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul, debateram sobre a nova proposta do governo estadual para o pedido emergencial de R$ 100 milhões, que visa minimizar o déficit financeiro dos hospitais filantrópicos.
Conforme anunciado na última segunda-feira (19.09), pelo secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, a nova oferta consiste em efetuar a liberação do valor solicitado em duas parcelas. Além disso, a Secretaria se propôs a antecipar o valor que ainda falta do repasse anual que é feito às instituições filantrópicas. Neste caso, a intenção é disponibilizar ainda em setembro, cerca de R$ 40 milhões que tinham repasse previsto para até o fim do ano. O governo também estendeu o crédito disponibilizado, via Banrisul, ampliando o valor para R$ 70 milhões a juros de 1,5%, sendo 0,75% pagos pelos hospitais e outros 0,75% sob responsabilidade do Estado, com período de carência de 12 meses e o parcelamento em até 48 vezes.
De acordo com o presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Oswaldo Balparda, havia uma indicação de aceitar essa nova proposta, o que acabou se concretizando em assembléia realizada na tarde do mesmo dia. Destacou ainda, a necessidade de se discutir um modelo junto ao governo para a gestão dos recursos, pois conforme afirma, “a intenção não é fazer um movimento a cada crise”.
Para Gilmar França, presidente do SINDISAÚDE-RS, mesmo tímido, o avanço na proposta possibilitará garantir o pagamento do 13º salário e férias aos trabalhadores desses hospitais, “o que momentaneamente, recompensa todo o esforço que vem se fazendo”, salientou.
Na oportunidade, o presidente do Sindicato dos Hospitais Filantrópicos, Júlio Matos, parabenizou o forte apoio do sindicato e da federação. “A compreensão e o amadurecimento nas relações entre os dirigentes , é o que assegura melhorias para os trabalhadores”, concluiu.

Evandra Jacques (MTb 14.979)

Nenhum comentário:

VISITAS AO NOSSO BLOG